Cleptocracia e Covid 19 – 2

Esta é a 2ª parte da postagem sobre o COVID-19 e a cleptocracia. Para receber as próximas postagens no seu e-mail, assine o nosso blog!

Falamos de cleptocracia e covid, dois inimigos da pátria. Para acabar com a cleptocracia, só sendo republicano de verdade e sugiro a leitura dos textos do Raul, que estão muito didáticos sobre essa ideia.

Agora estamos focando no Covid e como podemos nos defender.

Bem, analisemos o tal sistema psiconeuroimigoendocrinológico. O corpo humano tem aparelhos e sistemas para funcionar e o psiconeurotrololó faz papel regulador importantíssimo.

São quatro partes, das quais só temos acesso a uma. O neuro, o endócrino e o imune são automáticos.

O Covid 19 entra no organismo, como já vimos, via olhos, boca e narinas. É microscópico, fica dias no ambiente antes de “ morrer “. Vai para os pulmões, quando aspirado.

E aí que começa a encrenca. Temos dentro de nós capacidade de defesa automática contra agressores externos. É um dos quatro que a gente tem falado. É o tal sistema imune!

Ele pode ser um mecanismo primário, que é ativado automaticamente e é genérico. É como um batalhão de fronteira – não importa de que pais venha a agressão eles saem metendo bala. Tal como todo batalhão de fronteira conta com defesas físicas, a pele, por exemplo. Conta também com um primeiro grau de defesa, tipo minas terrestre. São substâncias que tem a capacidade de destruir muitos agressores. Por exemplo a lisozima, eu é uma enzima que está permanentemente protegendo os olhos.

Mas agressores são agressores e a função deles é agredir e muitos conseguem passar, por vezes facilmente pelas defesas iniciais. Tal é o caso de Covid-19, que avança até os pulmões.

Lá ele atinge uma substância chamada hemoglobina, que é uma substância que transporta oxigênio. Veja só que “maledeto” esse cara! Atinge o pais atacando os caminhoneiros –

Tá- Tá tá –tenha paciência com o Girafales aqui – só estou tentando criar uma imagem didática. Sabe esses bi-trains? Então, essa hemoglobina é meio assim. É como se o vírus chegasse na carreta, a hemoglobina e dividisse em duas partes. A carroceria e o cavalo. Ele pega a carroceria para ele e deixa o “ cavalo “, chamado heme, solto e descontrolado.

Ah, tirou o dedo do teclado. Entendo, meus exemplos pedem que você escreva – que bom que está tendo paciência e não meteu o dedo, rsss!…, Mas é que o ”cavalo descontrolado” se assemelha com o radical que fica solto np organismo. Imagine um cavalo desses de Scania solto na Praça Principal da sua cidade. Deixa todo mundo louco – Pois não é que acontece isso com nosso sistema de defesas?

O bicho é feio e o sistema de defesas se descontrola de uma tal maneira, as forças armadas ficam tão descontroladas que além de atacar o inimigo passam e meter bala em qualquer coisa. Tá manjando a situação. O povo por ali, o Exército metendo bala em tudo. Morre mais de fogo amigo de que do ataque do inimigo. É meio assim que fica o pulmão da gente, com o descontrole.

Um descrição simplória de um mecanismo extremamente complexo. Metade dos cientistas do mundo estão debruçados sobre isso.

O que temos até agora, para não nos perdemos – primeiro – manter as medidas de higiene.

Segundo – precisamos que o Exército não se perca e se mantenha íntegro para defesa. Se o Exército falha, os remédios até agora indicados são descritos como não carentes de eficiência, eficácia e efetividade. Se o Exército falha, respirador, Os Governadores de alguns Estados brasileiros já estão avisando que não vai ter respirador para todos.

Terceiro – isto posto só nos reta confiar no sistema imune, sobre o qual não temos atuação. Ah, sim, não nos esqueçamos da Fé. Ele nos foi entregue pelo Criador…

Ele pode ser inato, ou seja, o primeiro Exército, o qual, para Manduca é suficiente para segurar o vírus, mas que para Pinduca não basta.

A má notícia é que você não tem como saber se é Pinduca ou Manduca….Não refresca nada saber “ que a maioria” é manduca, vai sobreviver. Você, pessoalmente, você indivíduo, você cidadão covidense, não sabe o que pode acontecer.

Mas agora já sabe o que fazer – melhorar suas defesas. Se há um sistema interligado, melhorando o neurológico, melhora o imunológico. Melhorando o endocrinológico, melhora o imunológico – Cuida da Diabetes, desgranhento de uma figa, lava as mãos, jacu do dianho, diminui o sal da polenta, miserenta!

Viu como curitibano xinga quando fica bravo – agora imagine o salão do palácio do planalto, o Moro curitibano e o Bolsonaro carioca se xingando – Oooops, pera aí, não me mete nisso, não – foi o Bolsonaro que contou que tinha palavrão. E sua imaginação tem Poder – imagine, kkkkk.

E o psico? Lembra da palavra PRAZER. Pois é, precisamos ter prazer em viver. É a mais potente ferramenta preventiva disponível, atrás apenas das medidas de higiene.

Bom, Gladys, a culpa disso tudo é sua. Você foi a pessoa que mais me pediu para escrever. Estou fazendo, com psiquiátrico cuidado. Por isso o texto está tão longo. Seria o tema de toda a semana, pedaço por pedaço. Mas enquanto falamos, eles morrem. Não podemos perder tempo.

O psiquiatra precisa ensinar a melhorar o estado de ânimo, para ajudar aos demais médicos na batalha. Acreditam, tenho estudado e há soluções de aplicação simples e outras nem tanto.

A Existência coloca tudo ao nosso alcance, precisamos apenas entender sua Obra e atuar com ela.

Everson Alberge Buchi

Parte 3